Perguntas & Repostas

16 Responses to Perguntas & Repostas

  1. Rômulo de Souza Moraes on November 17, 2011 at 10:58 am

    Porque também não cobrar Metrô para as principais cidades do Grande Rio como Nova Iguaçu, Duque de Caxias,Niteroi e alguns Bairros da Zona Oeste. Esse é o Metrô que precisamos.

    • Atilio on December 12, 2011 at 12:27 am

      Romulo,existem projetos para Linhas de metrô passando por essas localidades ,como a linha 3 para Niterói,S.Gonçalo e Itaborai e a extençao de mais 5 estaçoes da Linha 2 rumo a S.J de Meriti e Belford Roxo .Mas no momento o movimento se concentra mais na questão da Linha 4 ,pois o Governo do estado esta anunciando fechar as estaçoes Ipanema e Cantagalo já no inicio do ano que vem para fazer um linhão até a Barra,por isso essa mobilização para frear essas obras absurdas.
      Abraços

  2. Marco on December 1, 2011 at 4:37 pm

    Qual a dificuldade jurídica para se unir Metrô e Supervia? O fato é que unidas (ou pelo menos com cobrança única) o metrô poderia finalmente se extender pela Zona Oeste, ligando Madureira-Alvorada, permitindo a chegada do Metrô a Campinho, Praça Seca, Taquara e Cidade de Deus, beneficiando milhares de cariocas na área agraciada pela Transolímpica, que em breve estará saturada.

  3. andre on December 4, 2011 at 6:03 pm

    E a ligação Carioca-Niteroi? Linha 3? onde está…

  4. mauro pinheiro on December 7, 2011 at 10:31 pm

    Apoio o movimento. Mas, como comentou o Rômulo acima, me parece que o apelo do movimento é limitado — mais uma vez — a uma visão dos moradores da Zona Sul. É natural, imaginando que os envolvidos possam ser moradores desta região. Mas há que se buscar uma visão mais ampla, que permita o desdobramento futuro em outras regiões sem prejuízo do que se constroi hoje.

    Há projetos que já apresentam uma visão a longo prazo, com um traçado de linhas integradas com o restante da cidade.

    Vale a pena conhecer este site, do Pedro Geaquinto, estudante de arquitetura, que há tempos se debruça sobre esta questão.
    http://querometro.wordpress.com/

  5. Nathalia on December 9, 2011 at 12:06 am

    Concordo com o Rômulo! Gente, o metrô que o rio precisa não é isso não! Sinceramente, apesar desse projeto ser feito pela PUC-Rio, é inacreditável como ele consegue ser tão elitista! Desde quando o Rio só precisa de metrô na Zona Sul do Rio de Janeiro? Olhem um pouquinho pro lado e reparem a quantidade de pessoas do subúrbio que pegam metrô diariamente. Pode ter certeza que é MUITO MAIS do que na linha 1. Alguém que está fazendo esse projeto já tentou pegar um metrô vindo de Irajá às 6 da manhã? DUVIDO! É insuportável! Além de ser MUITO apertado, normalmente está super abafado e demora demais!!! Olha, eu já fui bolsista na PUC-Rio pelo PROUNI e tinha que acordar às 4 da manhã todo dia pra conseguir chegar na faculdade às 7. Vcs realmente acham que isso é algo digno para qualquer pessoa? Acho que antes de vcs ficarem pensando em como economizar meia horinha do dia de vcs, deviam pensar no resto da população carioca que perde 2 horas do seu dia em um transporte público horrível. Pensem comigo, como podem exigir que o governo te ouça se vcs também não escutam a população? ACORDEM! Rio de Janeiro não é só Zona Sul, Centro e Barra da Tijuca não! Podem até incluir Tijuca nisso aí, já que é um dos raros bairros da Zona Norte que tem algum transporte decente. Antes de reclamarem do governo, pensem aonde vcs também estão errando! Querem cobrir todos os bairros da Zona Sul, mas nem pensam em cobrir todos os bairros da Zona Norte. Querem mais agilidade para vcs, mas não lembro dos mais necessitados. Quem reclama assim perde completamente a razão! Pensem um pouco se esse projeto de vcs não deve ser melhorado…!

  6. Mateus Pinto on December 14, 2011 at 1:18 pm

    Oi, pessoal. Estou sempre informado sobre os absurdos que têm surgido sobre os projetos de transporte no Rio e sempre que possível estou divulgando o site. Mas estou com uma dúvida: no traçado original e exigido por vocês, o que seria feito da estação Cidade Nova? Ela não fazia parte de nenhuma das linhas. A proposta seria desativá-la? Ou mudar o eixo da linha 2, não fazendo mais a baldeação na Estácio e sim na Central? Valeu!

    • João Gabriel on February 23, 2012 at 12:15 am

      Esse trecho Central-Cidade Nova-São Cristóvão ficaria como alternativa da linha 2 para eventualidades, e/ou pode servir a uma linha futura (e o ideal seria que, da Central, fosse para outro lugar, tipo Candelária, Praça Mauá, mantendo a independência das linhas). O meu medo é que o lote 29 da Linha 2 (Estácio – Cruz Vermelha – Carioca) nunca exista exatamente porque teriam que desativar não só um trecho da linha, mas uma estação inteira.

      Lembrando que a Linha 2 indo até a Carioca é por volta de 10 minutos menor que a linha até Botafogo — ou seja, pra ir até Botafogo é preciso de muito mais trens para manterem o mesmo intervalo de saída. E, como a Nathalia disse acima, esse intervalo é ridículo hoje, coisa de 6 minutos, absurdo. O projeto é de que ele seria de 1m40s, sempre com composição de 8 vagoões — para ter isso, é preciso literalmente triplicar a frota atual…

      Quanto às pessoas que comentaram sobre o elitismo do projeto… Não estão erradas. Acho que o ideal é a associação estar aberta para cobrar novas obras de extensão do Metrô no Rio como um todo. Acho um pouco simplificador da parte do site, por exemplo, já na página inicial só ter as estações da idealizada linha 4. De fato dá uma sensação que não há além disso.

      Mas o fato é que as obras da linha 4 estão sendo feitas e o que a iniciativa propõe é fazerem as obras direito. Dizer que “deveria ter metrô em tais e tais regiões do Rio” não influi em nada no traçado burro e criminoso da linha 4 (que, por sinal, não se restringe à Barra e a Zona Sul, mas afeta a cidade como um todo). A prioridade aqui é a linha 4 porque o governo já estabeleceu essa prioridade — então que, pelo menos, façam direito.

      Abraços!

  7. Jose on January 5, 2012 at 8:45 pm

    Nesse site aprendi que o Rio de janeiro se limita a Zona Sul, Centro e Tijuca.

    O pessoal da Zona Oeste sequer tem metro, tem o trem em condi~çao sofrivel e que nem de longe se compara ao serviço do metro e uma rede de onibus muito mais precaria que a Zona Sul.

    Eu fico indignidado quando vejo na capa d’O Globo a “infraçao” de estacionar o carro na calçada atrapalhando os pedrestes. Se vierem pra Zona Oeste iam ver o que é o caos de verdade

  8. isac on February 23, 2012 at 9:39 pm

    Já é hora de se pensar em levar o metrô à Baixada Fluminense. Há projetos para o Leste Fluminense(Niterói,São Gonçalo, Itaboraí)mas a Baixada não foi citada até agora pelo Metrô.Um projeto interessante é expandi-lo a partir da Pavuna seguindo por São João de Meriti, Belford Roxo,ao longo da antigo ramal da Rio d’Ouro. Depois do centro de Belford Roxo,passaria por Areia Branca, Heliópolis, Miguel Couto alcançando talvez Vila de Cava.Se o metrô parecer muito caro esse trajeto poderá ser percorrido pelo VLT, mais econômico, e mais rápido de se construir. Essa idéia leva em conta a intensa circulação de pessoas entre esses bairros desafogando os ônibus e tráfego entre Nova Iguaçu e o Rio.

  9. Vinicius on February 28, 2012 at 3:17 am

    Pessoal,só um lembrete, existe Rio de Janeiro além da zona sul, o projeto de vocês também está prevendo poltronas reclináveis e Champagne na linha 1? Quando vocês perceberem que o Rio de Janeiro tem outro lado,vão entender que esse projeto não tem o menor sentido, este site devia se chamar metro que a zona sul elitista precisa..lamentável….

  10. Fabrício Adami on February 29, 2012 at 11:44 am

    Não é o momento pra brigar por metrô nos bairros mais distantes da zona norte nem em outros municípos. O que está acontecendo agora é essa “malandragem” pra fazer um metrô horrível agora. A questão é: já que estão fazendo este trecho do metrô, é mais provável que este trecho seja alterado do que implementar mais linhas em lugares onde o governo nem pensa em falar por enquanto.
    É preciso escolher as batalhas.
    Aplaudo e apoio a iniciativa do movimento e espero que, após essa vitória, possamos brigar pela extensão desta iniciativa para os demais bairros que realmente são bem mais necessitados do que os bairros em questão aqui.

  11. HUgo on March 7, 2012 at 1:07 pm

    Li mas não cheguei a respostas:
    Fazendo o trajeto proposto pelo movimento conseguiríamos atender ao prazo estipulado para as Olimpíadas?
    Conseguiríamos chegar na Barra até 2016?
    O custo das obras faria a passagem aumentar?
    Qual o tempo do trajeto Barra-Centro pelo trajeto proposto?

    O Governo Estadual diz que o trajeto deles é o único que atende ao prazo, que é o de menor custo, que só assim consegue manter a tarifa atual e que o trajeto até o Centro, com o incremento previsto da frota (tanto em linhas 1 e 2 quanto na 4) será feito em 33 minutos. E eles batem nessas teclas direto.

    Sem saber quais seriam as respostas do movimento fica difícil apoiá-lo. Não tenho dúvida que, no papel, o trajeto proposto pelo movimento faz muito mais sentido. Atende a mais bairros e repete, mesmo que timidamente, o modelo de rede, que é sucesso em outros países desenvolvidos. Mas uma coisa de cada vez. Ainda mais com o Governo falando que a Estação Gávea será construída de modo a comportar a extensão de acordo com trajeto original…

    • Renata on March 28, 2012 at 12:11 pm

      Concordo com as pessoas que chamam o projeto de elitista, mas acho que a questão é focar no que está em debate agora, como outros já disseram: a extensão pra Barra e a futura linha 4. Acho que lutar por “algo”, mesmo que incompleto, é melhor do que só criticar, não?
      Também acho que estão faltando respostas nessa seção de “perguntas e respostas”. Como o Hugo, também tenho dúvidas quanto à viabilidade da proposta exposta aqui.

  12. Gisele on March 7, 2012 at 3:43 pm

    Concordo que o movimento parece muito restrito. Entendo que a questão mais urgente seja o traçado da linha 4, mas a proposta do traçado da linha 4 resolve tão poucas coisas e atende tão pouca gente quanto a proposta do governo. Muda muito pouco para a população que mais espera ser atendida por um possível metrô – a da Barra e a de Jacarepaguá.

    Gostaria de ver um detalhamento da proposta, pois como está não me convence de que é uma proposta que permita as transformações futuras de que o metrô do Rio realmente precisa.

  13. George Neder on March 11, 2012 at 4:08 pm

    Caros companheiros,

    Sempre acreditei que o maior problema de uma cidade longitudinal como o Rio fosse o transporte e isto tem se tornado mais claro nos ultimos anos.
    Desta forma, entendo que devemos militar e eh mto prazeroso ver o comprometimento daqueles que acreditam no poder da militancia para a transformacao, capazes de fazer algo tao organizado e bacana como este movimento.
    Acabo de chegar da manifestacao de hoje, no posto 6, onde tirei uma foto para compartilhar no Facebook.
    Entretanto, recebi uma grande demonstracao de descontentamento de um professor da UFRJ, que alega nao estar presente no texto das assinaturas o desejo dos trechos Gavea-Uruguai e Estacio-Carioca, o que revelaria uma menor preocupacao com moradores que nao os da Zona Sul e Oeste.
    Lamentavelmente, ao ler o texto do abaixo-assinado, fui obrigado a concordar que nao deveriam estar ausentes, esvaziando e dividindo o movimento quando seria tao importante estarmos mto mais unidos.
    Assim, compreendendo que jamais existiu menor interesse pelos demais trechos, peco-lhes que os incluam no texto, como entendimento de que ja estavam explicitados para todos os signatarios no mapa das linhas.

    Um abraco extensivo a todos deste belo movimento,

    George Neder.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*