O que o Movimento propõe

October 27, 2011
By

O Movimento propõe como solução mais eficaz em termos do INTERESSE PÚBLICO a implantação do conceito de rede, mantendo o traçado original da Linha 4 (conforme marcado em azul no mapa anexo que faz parte integrante desse manifesto).

O Movimento reconhece os benefícios esperados como resultado dos Jogos Olímpicos e considera que a premência de tempo para executar a ligação Zona Sul – Barra deve ser levada em conta. Porém essa premência não deve servir como justificativa para a implantação de atalhos que venham a prejudicar o plano metroviário previsto para a cidade e a perfeita integração da Linha 4 original com as Linhas 1 e 2 já existentes.

Se a Secretaria Estadual de Transportes, apesar de admitidamente não dispor atualmente de estudos de demanda atualizados nem de projetos detalhados de traçados e custos, está optando por prolongar a Linha 1 na direção da Gávea, que o faça de maneira a manter a integridade da Linha 4, garantindo a possibilidade de sua extensão futura.

Para isso são pré-requisitos indispensáveis para atender o INTERESSE PÚBLICO:

1. Estação Gávea em dois níveis – Essa estação terá que ser construída em dois níveis para o cruzamento da linha 1 com a linha 4: a) um nível para receber os trens vindos de São Conrado e já apontando na direção Jd. Botânico para permitir a continuidade da Linha 4, e b) outro nível para receber a Linha 1, cuja estação final será Gávea.

2. By-pass” desnecessário, caro e inconveniente: A estação Antero do Quental deve ser ligada à Gávea como originalmente previsto. Não faz qualquer sentido econômico a construção de um “by-pass” (ligação direta) entre Antero do Quental e São Conrado. Também não faz qualquer sentido operacional um suposto “triângulo” para ligar esse desnecessário “by-pass” à estação Gávea.

3. Estação General Osório deve ser somente uma estação de passagem da Linha 1 em direção à estação Gávea. O projeto de construir uma nova plataforma na mesma estação para servir de ponto final dos trens da Linha 2 é contrário ao INTERESSE PUBLICO. Além de cara, a obra vai fazer com que a estação General Osório fique fechada por, pelo menos, seis meses. Além disso, trata-se de um investimento desnecessário, já que a sobrecarga de usuários vindos da Barra será absorvida tão logo seja implantado o trecho Gávea – Carioca via Jardim Botânico, Humaitá, Botafogo e Laranjeiras.

4. Estação final do lado oeste da Linha 4 deve ser Alvorada. Em função do elevado volume de usuários de Barra, Recreio e Jacarepaguá, e para eliminar baldeações intermodais, o trecho de 6 km entre Jardim Oceânico e Alvorada deve ser feito por metrô e não pelo sistema BRT (ônibus articulado). O custo inicial menor de implantação do BRT é injustificável como alegação para que o metrô não chegue até Alvorada. Para reduzir custos, seriam concluídas até final de 2015 apenas as estações Jardim Oceânico e Alvorada. A implantação das 4 ou 5 estações de permeio seria concluída após a realização das Olimpíadas.

 

34 Responses to O que o Movimento propõe

  1. Aguinaldo Ramos on November 7, 2011 at 4:13 pm

    Concordo com a prioridade da ligação Barra-Centro sobre a “emenda” da Linha 1 com a 4, mas discordo do trecho entre Gávea e Centro, do mapa. Proponho a ligação Gávea-Humaitá-Glória, onde se fará o cruzamento entre as linhas, vejam em http://rioguina.blogspot.com

  2. Atilio on November 10, 2011 at 4:13 pm

    O mapa acima é o que mais se assemelha ao projeto original do metrô com 6 linhas (que era para estar pronto em 2000 ,mas com os atrasos e tudo mais só temos 2 linhas inacabadas)
    A linha 1 circular ,linha 2 sai da Praça XV passaria pela estação Carioca( esta pronta embaixo da Carioca da linha 1 )iria para Cruz Vermelha, Sambódromo ai seguiria pela Estácio até a Pavuna e depois mais umas 5 estações até Belford Roxo passando por S.J.de Meriti.A linha 3 (que não esta no mapa)sairia da Carioca iria para Araraboia por baixo da Baia de Guanabara e seguiria pelos municipios de Niterói,S.Gonçalo e Itaborai. A linha 4 é essa que esta no mapa ,com 2 projetos:Carioca-Alvorada e o outro :Rio Sul /S.Joao-Alvorada.A linha 5 seria uma ligaçao entre o Aeroporto Santos Dumont e a Ilha do Governador via rodoviaria ,UFRJ e Galeao .A linha 6 sairia da Alvorada e passaria por onde hoje a prefeitura esta construindo o BRT Transcarioca terminando no Aeroporto do Galeao.

  3. Raul de Figueiredo Filho on November 23, 2011 at 5:17 pm

    São absurdos em cima de absurdos, para não falar mer… em cima de mer…Linhão é para transmissão de energia!!!!Gente precisa de opções além de ir e vir numa só direção!!!!Qualquer metro no mundo todo funciona com linhas q se cortam, inetrligam,…Ahrgh, não sei se é só burrice ou o q, pqp!

  4. Marcelo on November 24, 2011 at 12:59 pm

    Concordo plenamente com o Raul, é realmente um absurdo e todo sistema metroviário que se preze possui linhas interligadas, integradas, e não essa porcaria q está sendo feita. Apoio e torço muito p/ que o traçado original da Linha 4 seja finalmente construído. O que não vale, na minha opinião, é substituir um serviço como o metrô por um sistema de BRT… Aff… Dispensa comentários.

  5. Gustavo de Brito Colombo on November 26, 2011 at 9:57 pm

    Além do projeto original com as 6 linhas, seria interessante mais duas linhas: a linha rebouças e a linha norte.

    a linha rebouças sairia da general osório (linha 1), com estação na lagoa, cruzaria a linha 4 no humaitá, depois cosme velho, rio comprido, estácio (linha 1 e 2), leopoldina (trem bala) e chegaria até a rodoviária (linha 5).

    essa linha ligaria pontos importantes da zona sul cruzando várias linhas, seria uma nova ligação zona sul-zona norte e ainda ligaria a zona sul a zona portuaria e a rodoviaria.

    outra seria a linha norte que aproveitaria a ligação uruguai-gávea e faria duas linhas nesse trecho grande do maciço. ela poderia começar na lagoa, iria para a gávea (linha 1 e linha 4), uruguai (linha 1), andaraí, vila isabel ((na praça barão drumond), grajaú, engenho novo, méier, engenho de dentro (no engenhão), cachambi (norte shopping), del castilho- nova américa (linha 2), bonsucesso, ilha do fundão (linha 5 e 6), aeroporto tom jovim (linha 5 e 6) e ilha do governador (linha 5 e 6).

    essa linha ligaria pontos e bairros importantes da zona norte que não se comunicam, shoppings, engenhão, aeroporto, seria mais uma ligação zona sul-zona norte e ligaria a zona sul a todos esses pontos.

  6. Mari on November 28, 2011 at 6:34 pm

    Tá, né… só acho feio demais ter que olhar pra esse mapa e ver que a malha do metrô no Rio se concentra na Zona Sul, e que nenhuma das propostas de novas linhas com chance de sair do papel se estende pro resto do Rio de Janeiro… Mas tá certo, errada devo ser eu, achando que o Rio de Janeiro é algo além do centro/Tijuca/Zona Sul.

    • fábio de almeida dos santos on April 23, 2012 at 2:43 pm

      concordo plenamente contigo Mari,tbm acho que o RJ não é só ZS,TIJUCA E CENTRO,CONCORDO QUE É ESSENCIAL HAVER UMA LIGAÇÃO DA GÁVEA COM A FUTURA ESTAÇÃO URUGUAI POIS ASSIM AS PESSOAS DA ZN COM DESTINO A LEBLON, COPACABANA ETC NÃO PASSARIA PELO CENTRO QUE É O QUE TEM MAIOR DEMANDA DE PASSAGEIROS E A NECESSIDADE DO METRÔ ATÉ A ALVORADA,MAS EM CONTRAPARTIDA DEVERÍAMOS FORMAR UM MOVIMENTO CONTRA ESSA PROPOSTA, POIS A ZS É MTO BEM SERVIDA DE TRANSP. PUBLICO COM ONIBUS,VANS E AGORA COM A EXPANSAO DO METRO ATE A BARRA,ELES NAO TEM NECESSIDADE DE TER 2 LINHAS DE METRO NA AREA, O QUE REALMENTE ERA PRECISO É A CONTINUIDADE DO METRO DA LINHA 1 PASSANDO POR ANDARAI, VILA ISABEL,MEIER ATÉ A PRAÇA SECA EM JPA,PARA FUTURAMENTE TERMOS A LINHA 6 LIGANDO A ALVORADA, CIDADE DE DEUS TAQUARA, TANQUE,BALDEAÇAO COM A ESTAÇAO NA PRAÇA SECA NA LINHA 1, CAMPINHO, MADUREIRA, VAZ LOBO, BALDEAÇAO EM VICENTE DA CARVALHO COM A LINHA 2 PARA OS PASSAGEIROS QUE VEEM DA BAIXADA ATRAVES DA PAVUNA, VILA DA PENHA,BRAZ DE PINA ATE CHEGAR NO AEROPORTO INTERNCIONAL E FUTURAMENTE DAR CONTINUIDADE A LINHA 1 LIGANDO PRAÇA SECA, CAMPO DOS AFONSOS, REALENGO, BANGU COM INTEGRAÇAO TREM-METRO(COMO JA ACONTECE NA ESTAÇAO DE SAO CRISTOVAO) ATE CHEGAR NUM PRIMEIRO MOMENTO A CAMPO GRANDE QUE É HJ ATUALMENTE O TERCEIRO MAIOR BAIRRO DA CAPITAL.
      FAZER O QUE É PROPOSTO NESSE MOVIMENTO SO COMTEMPLARIA OS MORADORES DA ZONA SUL E NAO O RESTO DA CIDADE QUE ATUALMENTE JA SOFRE COM O DESCASO E O ABANDONO NO TRANSPORTE PUBLICO,CASO APOS A CONCLUSAO DESSA LINHA 4 O GOVERNO DO ESTADO DÉ INICIO A ESSAS OBRAS DE UMA NOVA LINHA DA GAVEA ATÉ A CARIOCA, QUE OS MORADORES DA ZONA NORTE E OESTE SE UNAO ATRAVES DAS ASSOCIACOES DE MORADORES DE BARRA, JPA(O QUE ENGLOBA CIDADE DE DEUS,PECHINCHA, TAQUARA,TANQUE E PRAÇA SECA QUE TBM É UM DOS MAIORES BAIRROS DO RJ E QUE TEM PROJECOES JUNTO COM A BARRA E RECREIO DE CHEGAR HA 1 MILHAO DE HABITANTES), VILA ISABEL, GRAJAU, MEIER E OS DEMAIS BAIRROS DA ZONA NORTE E OESTE PROTESTE CONTRA ESSA OBRA,POIS SO PERDERIAMOS TEMPO E MAIS DINHEIRO COM NOVAS LINHAS DE METRO NA ZONA SUL, O QUE ATRASARIA AINDA MAIS A CHEGADA DO METRO EM OUTRAS AREAS MAIS NECESSITADA DA CIDADE ONDE O METRO FAZ MAIS FALTA, NAO A UMA NOVA LINHA DE METRO NA ZONA SUL, SIM A LIGACAO DO METRO GAVEA-URUGUAI E EXTENSAO DO METRO ATÉ ALVORADA E PRAÇA SECA ATRAVES DA LINHA 1.

  7. Gomes on November 29, 2011 at 2:55 pm

    E com a linha 2, ninguém se preocupa? Os pobres podem continuar se engafinhando em trêns sem refrigeração e com uma linha que não dá vazão à demanda de usuários?!!! Af…estou cansada desse povinho da zona sul que só sabe protestar olhando para o próprio umbigo!!!

  8. Douglas on December 8, 2011 at 12:45 pm

    Concordo que chegar até a Alvorada é um ganho, mas não acho que ter duas linhas correndo em paralelo pela Zona Sul seja um ganho para o Rio de Janeiro inteiro. A cidade toda tem gargalos muito piores. Falou visão democrática nesse projeto, tão ruim quanto o do governo.

  9. Uirá Fornaciari on December 8, 2011 at 5:13 pm

    Acho que a proposta deve ser um pouco mais ampla.
    Muito se fala em revitalização da zona portuária e até hoje (e não se fala no assunto sequer aqui neste site) não existe metrô até a rodoviária.
    Outra questão é o metrô até os aeroportos.
    Não é possível que isso não passou pela cabeça de vocês.
    E até as barcas também é importante.
    A integração dos meio de transporte é a ÚNICA solução.
    Chega de ficar escravo de taxis e ônibus.

    • Aguinaldo Ramos on January 24, 2012 at 6:29 pm

      Uirá, é exatamente o que proponho!
      Para isto, a linha que virá da Gávea cruzaria a Linha 1 na Glória e contornaria todo o Centro, atendendo aeroporto, porto e rodoviária.
      Veja em http://rioguina.blogspot.com/p/l4-trecho-humaita-gloria.html
      Esta não é, ainda, a posição deste Movimento, mas acho que está na hora de considerarem…
      Abs,
      Guina

      • Alessandro Martins on February 2, 2012 at 3:49 am

        E todos se esquecem que a Grande Jacarepaguá está sempre fora do jogo… Porque o metrô que chegará à Barra não vai até o final do Recreio, passando pelo Alvorada (de onde sairia uma linha até o Galeão)? Do final do Recreio poderia ter uma linha que cruzasse toda a Estrada dos Bandeirantes até passar pela Freguesia, interligando até a Tijuca!?!? Enfim, desenhos e rabiscos até eu faço, mas será que alguém se habilitará a não desviar o dinheiro público, além de enrolar a população em busca de votos!?!? Esse esquema vai-e-vem de hoje é simplesmente ridículo, comparem com Londres – onde será a sede das Olímpiadas desse ano e perceberão que somos amadores…

        • Alessandro Martins on February 2, 2012 at 3:51 am

          E claro, o Rio não é somente a Zona Sul, apesar de quase tudo se desenrolar neste ponto velho da cidade maravilhosa… Está na hora de realmente investir em algo novo para que a cidade se desafogue…

  10. agatha on December 8, 2011 at 6:35 pm

    a questão ao meu ver; se o povo está pedindo uma linha direta ,simplismente porque o serviço prestado a população é uma verdadeira vergonha,pois todos os países que tem metro é cheio de interligações e funcionam perfeitamente !Sónesta terra de malboro é que nada é levado a serio !

  11. Vinícius Preu on December 13, 2011 at 3:48 am

    Não seria interessante a Linha 2, ao invés de terminar na Carioca – Pca XV, cuzar o Estácio e ir diretamente para Botafogo ou Copacabana, com estações intermediárias, sem passar pelo centro. (como o rapaz comentou antes)

    Assim, aqueles que desejam se deslocar da ZS para ZN (ou vice-versa) poderiam evitar o centro evitando trajetos longos, e carros cheios.

    Mas acho que a questão da linha 4 é essa mesma que foi colocada aqui. Obrigado pela iniciativa

  12. celia macedo on December 16, 2011 at 1:20 am

    A linha 4 só vai atender quem mora no início da Barra que é o Jardim Oceânico.
    O Jardim Oceânico tem poucos habitantes, pois os prédios lá são até 3 andares e em cada andar só tem 2 apartamentos.
    Enquanto os Espigões tem muitos habitantes.
    O terminal Alvorada já deveria estar em obras, pois por lá passam todos os ônibus que vêm pela linha Amarela e a Zona Oeste.

  13. Atilio on December 29, 2011 at 5:05 pm

    A Linha 2 iria ser muito mais eficiente e confortável se concluíssem o trecho Estácio -Cruz Vermelha-Carioca-PçaXV ,pois assim os intervalos poderiam ser de 100 segundos(hoje sao absurdos 4 minutos)e poderiam ser colocados trens de 8 carros ,aumentando a capacidade e diminuindo a superlotaçao.
    O grande problema do metrô do Rio é a Linha 1A Pavuna Botafogo,O METRÔ NAO FOI PROJETADO PARA TER ESSA GAMBIARRA E É ATÉ PERIGOSO ESSA OPERAÇAO,A SUPERLOTAÇAO SÓ VAI ACABAR QUANDO A LINHA 1A FOR ABOLIDA.
    Vejo pessoas reclamando erradamente de que aqui nao tem os projetos do metrô para outros bairros ,mas nos projetos originais todas as zonas da cidade seriam contempladas com metrô ,só nao foi colocado aqui pois o foco principal agora é o da Linha 4 que o governo teima em fazer errado.

  14. Virginia Acosta on December 29, 2011 at 8:47 pm

    Acho que isso deveria ser resolvido em conjunto e não o governador “bater o martelo”, isso é qualquer coisa menos democracia, depois ele sai ( Graças a Deus ) e deixa a bomba pra população !! Nunca vi em lugar nenhum, uma linha de metrô só pra deixar todo mundo espremido…tem que haver cruzamentos pra por exemplo, que vai da Pavuna pra Barra, não precisar ficar 2hs viajando pela Zona Sul inteira…acho que também deveriam preservar as praças, áreas de lazer de crianças, cachorros e idosos…

  15. Maria Silva on January 28, 2012 at 2:09 pm

    A questão toda perpassa por um fato que é notório no Brasil: não existem políticas de estado, e sim de governos, não existe planejamento urbano nas cidades de médio e longo prazo,desenvolvido por organismos técnicos públicos que não sejam loteados por políticos e seus “aspones” como esse senhor que se manifestou de forma infeliz, a meu ver.Perdeu uma excelente oportunidade de ficar calado.Em consequência desta organização política-gerencial do Brasil sofremos todas as nossas mazelas desde sempre: favelização, precariedade de transportes e habitação, desastres ambientais, desabamentos,ocupação de áreas de riscos pela população de baixa ou nenhuma renda,adensamento das cidades, etc.
    Precisamos reverter esta lógica.

  16. Claudio on January 31, 2012 at 11:55 am

    Muito interessante o movimento, com ótimas idéias. Sou a favor de construção de novas linhas do Metrô incondicionalmente. Alguns comentários:

    1 – Novas linhas precisam de novos trens. Os importados da China estão muito atrasados. Vamos ficar sempre dependendo de trens importados? Está na hora de trens serem feitos no Brasil, existe demanda para isso já que várias cidades estão implementando novas linhas de Metrô (sem tirar que novas composições podem periodicamente substituir as mais antigas) e novos trens podem fazer ligações também entre cidades, criando-se condições de construção de composições aqui mesmo.

    2 – Porque a demora em se fazer estações? me parece que 5 anos para que estações até a Barra fiquem prontas é tempo excessivo. As empreiteiras estão viciadas em fazer licitações e ao longo do caminho ficarem fazendo aditivos aos contratos, por isso preferem que as obras demorem bastante. Solução? faça-se um planejamento de obras de novas linhas (uma ficou pronta, começa a outra)…desse jeito as empreiteiras saberão que terão faturamento, e não precisarão ficar superfaturando as obras já existentes.

    3 – Estudos de impacto de demanda: Isso é dinheiro jogado fora, totalmente desnecessário. A demanda é criada também depois da implantação, portanto novas linhas de metrô levam desenvolvimento aos locais onde passam. Por isso sou defensor incondicional de que todas as novas linhas propostas sejam feitas (ou até outras, bastando novas idéias serem apresentadas). De onde viria o dinheiro? solução simples, transporte público é obrigação do governo, após os investimentos para a Copa e Olimpiada forem finalizados, pode haver uma maciça injeção de investimentos para o Metrô. Além disso a própria concessionária deve investir sua parte, mesmo que indiretamente, até porque vai ser uma grande beneficiada, além da população em geral, e também o aumento de atração de turistas (até o Obama quer turistas, e nós pouco falamos disso!)

  17. [...] apoia a Linha 4. A nova linha é criticada por especialistas do setor. De acordo com o movimento O Metrô que o Rio precisa, será uma mera extensão da Linha 1 que não atenderá às demandas da população. A proposta da [...]

  18. [...] apoia a Linha 4. A nova linha é criticada por especialistas do setor. De acordo com o movimento O Metrô que o Rio precisa, será uma mera extensão da Linha 1 que não atenderá às demandas da população. A proposta da [...]

  19. Renan Almeida on February 26, 2012 at 1:59 am

    Olhando o mapa eu pergunto: e o resto?

    Méier, Madureira, Penha, Taquara, Campo Grande,… não contam?

    Subúrbio também é Rio!

  20. Luis Bahiana on February 26, 2012 at 9:54 am

    Concordo totalmente com as reivindicações.A questão não é ter linha de metro mas rede de metrô.
    Apenas acho que a outra ponta – importante -
    do problema é a demanda que vai ser gerada
    e a infraestrutura necessária.É só ver o que ocorre na linha 2: Trens superlotados até as 10 da manhã.

  21. Angela Werneck on February 27, 2012 at 5:02 pm

    Demanda, projetos e orçamentos estão prontos há muitos anos.

  22. Hermes on February 27, 2012 at 11:35 pm

    A unica questao é levar o metrô até o Recreio, no minimo até o Alvorada. Obvio que em 2030 vao inaugurar esse trecho se nao for inaugurado ate as Olimpiadas. Mas brasilsilsil, eh assim mesmo.

  23. Vinicius on February 28, 2012 at 3:09 am

    Pessoal,só um lembrete, existe Rio de Janeiro além da zona sul, o projeto de vocês também está prevendo poltronas reclináveis e Champagne na linha 1? Quando vocês perceberem que o Rio de Janeiro tem outro lado,vão entender que esse projeto não tem o menor sentido, este site devia se chamar metro que a zona sul elitista precisa..lamentável….

  24. Zomb on February 29, 2012 at 7:30 pm

    A proposta de vocês não contempla a linha 3 pq?

  25. Fábio on March 7, 2012 at 2:21 pm

    Eu não entendo, sinceramente, este “movimento” e as pessoas que escrevem aqui. Em nenhum momento mencionam a palavra custos (que em sua etimologia no Brasil vem só de impostos).

    Seria ótimo ter o metrô completo, mas de repente saímos do complexo de vira-latas para o de Eike Batista. Nenhuma discussão séria pode avançar sem discutir o preço. O governo estadual não parece querer isso – o que causa suspeitas- mas o “movimento” também não – o que me faz suspeitar de que seus “líderes” também não querem avançar metrô coisa nenhuma e sim fazer política, vendendo moinhos de vento.

    []s

  26. Francisco Dias on March 9, 2012 at 6:01 pm

    É tanta a burrice expressa nessa iniciativa de esticar a linha 1 do METRO até a barra, via Ipanema e Leblon; este mero prolongamento da linha 1 é uma solução tão tosca, tão simplista, que logo se vê que não se trata de ignorância. É caso sim, mais uma vez, de gestão ruinosa da coisa pública, vai ser o “grande legado” desta Prefeitura e deste Governo do Estado, com o beneplácito criminoso deste Governo Federal, um METRO que não vai funcionar para ninguém, vai “enlatar as pessoas”, se tornará inviável na prática, e só vai servir pra fazer proselitismo e enriquecer empreiteiros e políticos. Tudo para atender ao calendário das olipiadas e da Copa do Mundo. Perde assim o Rio de Janeiro, a melhor oportunidade até hoje surgida para resolver de forma inteligente e definitiva o grave problema de transportes na cidade. Eles derramam o dinheiro da população numa obra absurda, tresloucada, e o povo paga, mais uma vez. Resultado: o trânsito está cada vez mais inviável, e vai ficar pior, e agora o METRO, que poderia ser a grande solução, vai converter-se em mais um problema para a população, para os futuros governos e futuros concessionários, pois seu funcionamento adequado será simplesmente inviável pela própria concepção canhestra do projeto; foi cassado, definitivamente, o direito de ir e vir do cidadão. É de uma irresposnsabilidade absurda e revoltante, o MP tem que impedir isso, embargar esse troço, a população tem que se revoltar contra esse acinte, e dar uma lição nessa gente, ensinar a eles que não podem fazer o que quiserem com a população e com os recursos públicos só porque estão no governo. As eleições vêm aí; créu neles !!!

  27. FRED on March 11, 2012 at 4:52 pm

    O Projeto sem vergonha da Linha 4 que temos hoje é o resultado do forte lobby das Empresas de Ônibus.

    Afinal, serão as empresas de ônibus que administrarão os BRTs.

    Um Metrô Hybrido como o movimento propõe, a população carioca deixaria de ser reféns destas empresas que prestam um péssimo serviço.

    E o que nosso Governo fez??? criou um Projeto de Linha 4 em que a população ainda dependa de ônibus pra chegar a seu destino….QUE ABSURDO!!!!!

    O rabo dos empresários do ramo de transportes enchem de dinheiro…….e o rabo da população carioca enchem de LEITE deles

  28. Bárbara on March 12, 2012 at 12:18 am

    O projeto do governo é patético.
    Aliás, BRT não substitui metrô. Se nem na Alvorada

  29. Bárbara on March 12, 2012 at 12:19 am

    O projeto do governo é patético.
    Aliás, BRT não substitui metrô. Se nem na Alvorada que faz parte da Barra o metrô vai chegar, imagina em Jacarepaguá e Recreio, né? Em tempo: esses dois bairros já concentram boa parte da população e estão crescendo sem qualquer estrutura.

  30. José Gomes on March 14, 2012 at 6:47 pm

    As propostas aqui apresentadas são boas, mas concordo tb com aqueles que reclamam que não se pode pensar em uma malha de metrô que só contemple a zona mais central da cidade (Tijuca, Centro e Zona Sul). Me parece óbvio que na proposta deve ser prevista tb uma linha que ligue o Aeroporto Tom Jobim diretamente à estação Alvorada, cruzando a linha 2 na altura de Del Castilho, fechando, assim, um anel de raio maior, sem a necessidade de se passar pela Tijuca numa viagem entre aqueles dois extremos.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*