Fale Conosco

28 Responses to Fale Conosco

  1. Nathália Macêdo on November 6, 2011 at 2:53 am

    Sou Nathália do Jornal Posto Seis e estou desenvolvendo uma matéria sobre o o metrô da Praça Nossa Senhora da Paz. Estou pesquisando a opinião de pessoas influentes do bairro de Ipanema e vendo quais são os prós e os contras dessa construção. Se for possível gostaria muito de saber a opinião da coordenadora, Ignez Barreto ou de alguém da organização do movimento. Se puderem, gostaria que me passassem o contato de alguma dessas pessoas.

    Atenciosamente,
    Nathália Macêdo

    Editora Posto Seis
    2523-7853

  2. Rômulo de Souza Moraes on November 17, 2011 at 10:52 am

    Gostaria de lembra que os problemas de transportes públicos não estão só na Zona Sul e sim em todo o grande Rio em especial a Baixada Fluminense. Por isso, solicito ao Deputado Molon intercedesse junto a essa população sofrida da Baixada para resolver os problemas gerados pela SuperVia . Tais como:
    . Atrasos constantes e hiper lotação
    . Trens velhos
    . Falta de Segurança
    . Trilhos em péssimo estado
    . Funcionários despreparados para atender ao cliente
    . Utilização de Policias Civil e Militar como segurança. Sendo que os mesmo ameaça os passageiros com palavras de ofensa e até com armas
    Até quando os Políticos do Rio irão deixar de ser omisso em relação a esses problemas, ou irão esperar as próximas eleições ou quando morrem dezenas de passageiros?.
    Acredito que o Deputado Alexandro Molon não faz parte desses grupos de Políticos do qual eu não diferencio dos piores bandidos que assolam o nosso estado. Por isso, conto urgentemente com a sua ajuda para solução desse problema.
    Desde já agradeço e estou pronto para melhores esclarecimentos.

    Obs. Gostaria de lembrar que o Ministério Público é também omisso nesse caso.

  3. Dora Ribeiro on November 19, 2011 at 3:47 am

    Sinto falta de divulgação de dia e horário de reuniões a respeito desse tema: como participar, além de se assinar um abaixo?

  4. gloria on November 27, 2011 at 2:08 pm

    Quero parabenizar a todos por este movimento. Espero que a gente consiga vencer a barreiras porque os empresários do setor de transportes são extremamente autoritários e impedem que tenhamos progresso no planejamento de uma malha de transportes que atenda as necessidades da população e não seus projetos gananciosos. Moro em santa teresa, estamos sem bonde há tres meses, sem previsão de retorno do meio de transporte que sempre caracterizou o bairro. Podem contar comigo para divulgação e protestos.

  5. Paulo Sérgio Quintanilha on November 29, 2011 at 8:12 pm

    Como o governo reagiu em relação à ação do MP? Está havendo alguma repercussão desse movimento? Gostaria de mais novidades. Parece q está tudo parado.

  6. Rafael Lopes on December 1, 2011 at 12:21 pm

    Prezados,

    Estou tendo uma ligeira impressão que o movimento deveria se chamar O QUE A ZONA SUL PRECISA, pois só vejo tentativas de melhoras na zona sul, por acaso quem vai para a zona norte encontra um transito e principalmente um metrô decente?

    Acho uqe deveria ser proposto pelo movimento uma melhora como um todo e não SOMENTE NA ZONA SUL como esta claro e evidente, é um fato que a MAIORIA das pessoas que pegam tal condução vão em direção a ZONA NORTE, que melhorias voçês estão pleiteando para essa parte da população?, com que direito usam tal denomminação para o movimento em nome de todo RIO?, estou aberto a debates e respostas.

    Um abraço.

  7. Rafael Lopes on December 1, 2011 at 2:22 pm

    Prezados,

    Estou tendo uma ligeira impressão que o movimento deveria se chamar O QUE A ZONA SUL PRECISA, pois só vejo tentativas de melhoras na zona sul, por acaso quem vai para a zona norte encontra um transito e principalmente um metrô decente?

    Acho uqe deveria ser proposto pelo movimento uma melhora como um todo e não SOMENTE NA ZONA SUL como esta claro e evidente, é um fato que a MAIORIA das pessoas que pegam tal condução vão em direção a ZONA NORTE, que melhorias voçês estão pleiteando para essa parte da população?, com que direito usam tal denomminação para o movimento em nome de todo RIO?, estou aberto a debates e respostas.

    Um abraço

  8. Paulo Sérgio Quintanilha on December 15, 2011 at 11:39 pm

    Infelizmente começarão as obras do metro na zona sul em 2012, teremos as estações Cantagalo e Gen.Osório fechadas por 8 meses. Nosso metro não será uma rede como nos outros países. O traçado original desta linha 4 e da linha 2 foram descartados. Teremos sim um grande linhão cortando a cidade e por ser um linhão andará lotado, pq não existirão cruzamentos de linhas para distribuição do fluxo. Nossos aeroportos, rodoviárias e barcas não serão conectados, mas esse é o modelo de metro q nosso governador QUER e está nos impondo. E no q deu a ação do ministério público????

  9. luis eduardo on January 12, 2012 at 4:14 pm

    O ultimo comentario deveria aparecer em cima deste texto, em primeiro lugar, em vez da maneira que esta, pois assim parece que o ultimo comentario é de 6 de novembro.
    Não vejo nenhuma movimentaçao na pagina do movimento, e se somente 700 pessoas estão acessando este site, estamos no pior dos mundos.
    Os DONOS DE ONIBUS DEVEM ESTAR RINDO A TOA.

  10. João Gabriel Paixão on February 22, 2012 at 6:01 pm

    Olá.

    Gostaria de fazer parte dessa iniciativa: saber de suas reuniões e manifestações, bem como oferecer minhas ideias.

    Como estamos? O mínimo do mínimo que precisa ser feito é impedir a Gal. Osório seja estação de baldeação, matando o traçado da Linha 1, além da coisa confusa que está o traçado entre São Conrado-Gávea-Leblon.

    Estou pesquisando bastante sobre o metrô do Rio de Janeiro recentemente e me deparei com vários blogs independentes, feitos por cidadões leigos, mas apaixonados, que deveriam se juntar e se tornarem um grupo coeso e unido. Deveríamos ver projetos de outras linhas futuras já pensados, feitos por Fernando MacDowell e outros especialistas.

    Não uso facebook, portanto preferia que me passassem email ou algo assim.

    Abraços!

    João Gabriel

  11. Felipe Candido on February 26, 2012 at 12:02 am

    E a sugestão para o Metrô-Rio ir na direção da Baixada (Pavuna faz fronteira com a Baixada) e principalmente ser direcionado para Bangú / Campo Grande / Sta Cruz que tem o pior transporte disparado da cidade ? A Zona Sul e a Barra já são abençoadas com muitas linhas de ônibus e o Metrô já esta há muito tempo na Zona Sul, principalmente. O problema dessa região não é transporte e sim o trânsito. Na área Bangú / Campo Grande / Sta Cruz, além do trânsito (e da distância) é a escassez de transporte publico. A cidade cresce para o Oeste, beirando a linha do trem e a Av. Brasil, longa e já saturada.

  12. Felipe Candido on February 26, 2012 at 12:06 am

    Concordo com a opinião de Sr Rafael Lopes. Ninguém fala da Zona Norte e Zona Oeste, parte pobre ? Não existe lugar mais privilegiado por governos do que a Zona Sul / Barra.

  13. gilda augusta on February 27, 2012 at 2:33 am

    Carissimo. Sua planta parece-me ser a ideal para o problema da Zona Sul.
    Tenho uma ressalva a fazer: a Zona Norte e até o Castelo, por exemplo, tem carência de metro.

    Quando foi feito a linha l, ha no projeto original de uma estação, que se faz muito necessária, entre Estacio e Afonso Pena. Porem por influencia de família influente, foi desviada. Acho que temos na Zona Sul uma gama muito grande de linhas de ônibus que satisfaz bastante seus usuários, pois a maioria que ali reside tem carros particulares, particularmente os do Leblon (onde já morei), Gávea e entornos.

    Estou lutando muito por expansão de linhas na zona norte. A Av. Brasil, todos conhecem, engarrafa diariamente.

    Tentarei estar presente nessa reunião, mas tenho uma Palestra no mm dia e dependo de condução urbana para chegar nos dois locais, sem saber, tb, quanto tempo levará essa palestra que é na parte da tarde.

    Desejo boa sorte assim mesmo.

    Gostaria ver meu RJ ser modelo de todos os seguimentos.

    Abçs.
    Gilda Augusta

  14. Sonia Rabello on February 27, 2012 at 4:36 pm

    Metrô do Rio – de qual Rio ?

    O metrô do Rio ultrapassa as fronteiras geográficas da Cidade do Rio? Simplesmente não. Mas, por algum motivo, é o Estado quem está determinando como será a extensão e a circulação da chamada da Linha 1 (com codinome de Linha 4), ainda que esta, assim como todo o Metrô, comece e acabe dentro dos limites da Cidade do Rio.

    Enquanto a Prefeitura do Rio diz que quer vitalizar a área do Porto do Rio, o Governo do Estado diz que a demanda da Cidade está em Ipanema e Leblon, área de crescimento contido, pelas normas do Plano Diretor da Cidade.

    O movimento social “Metrô que o Rio Precisa” aponta graves equívocos, senão erros de contratação técnica e jurídica pelo Governo do Estado, para o transporte coletivo da Cidade do Rio de Janeiro.

    O Ministério Público Estadual já impetrou uma Ação Civil Pública contra esta opção. Mas o Estado continua ignorando todos os pedidos de reflexão.

    Até quando? Leia mais em http://bit.ly/y1Ts5E

  15. Fábio on March 1, 2012 at 1:15 pm

    URGENTE!

    Prezados dirigentes do movimento,

    qual é o endereço para envio de correspondência ao movimento “O metrô que o Rio precisa” ?

    Aguardo contato para breve.

    Agradeço pela atenção.

    Gentilmente,
    Fábio.

  16. julia on March 5, 2012 at 1:30 pm

    existe um email para contato?

  17. Marcelo Pinto on March 7, 2012 at 2:39 am

    Onde consigo os folhetos para distribuir?

  18. Sonia Rabello on March 7, 2012 at 5:52 pm

    Metrô do Rio despreza o Plano Diretor da Cidade

    O Metrô que o Rio precisa…

    A decisão do Governo do Estado de concretizar o desejo de um novo traçado para a chamada Linha 4 do Metrô despreza, completamente, as diretrizes da Lei do Plano Diretor (PD) da Cidade do Rio de Janeiro.

    Apesar disso, a Prefeitura do Rio, responsável pelo licenciamento de qualquer obra, privada ou pública, que venha acontecer em seu território, não reage, e não se manifesta. É como se a lei do PD não fosse para ser cumprida, apesar da Constituição dizer que:

    “art.182: par.1º: O plano diretor, aprovado pela Câmara Municipal, obrigatório para as cidades com mais de vinte mil habitantes, é o instrumento básico da política de desenvolvimento e de expansão urbana”

    E o que diz o Plano Diretor da Cidade do Rio de Janeiro, que o Governo do Estado ignora e despreza, com a complacência da Prefeitura:

    Capítulo V: Da Política de Transportes
    Seção I: Dos objetivos

    ” art.213: São objetivos da Política de Transportes: (…)
    III – racionalizar o sistema de transportes da Cidade com a implantação de um sistema hierarquizado e integrado de transporte público, através da bilhetagem eletrônica compreendendo a integração físico-operacional e tarifária, baseado no conceito de deslocamento total, hierarquizado dos modais e modicidade tarifária;

    VI – vincular e compatibilizar o planejamento e a implantação da infra-estrutura física de circulação e de transporte público às políticas e diretrizes de planejamento contidas no Plano Diretor;(…)

    VII – estabelecer o Plano Diretor Municipal de Transportes integrado ao disposto nesta lei quanto aos vetores de crescimento da Cidade e diretrizes viárias definidas;”

    Pergunta primária: Ipanema e Leblon são áreas de vetores de crescimento da Cidade, ou áreas de crescimento contido?

    E ainda:

    “Seção III – Das ações estruturantes [na área de transportes]

    “art.215: São ações estruturantes da Política de Transportes:
    III – complementação das linhas 1 e 2 do sistema metroviário e implantação das linhas 4, 5 e 6, conforme estudos realizados;”(…)

    VIII – estruturação de um órgão gestor que promova a integração de políticas públicas de transporte, a integração do planejamento e gestão da Rede Única, e as integrações institucional, operacional e tarifária;

    IX – vinculação e compatibilização do planejamento e da implantação da infraestrutura física de circulação e de transporte público às políticas e diretrizes de planejamento contidas no Plano Diretor”.

    Nem só do cumprimento da legislação ambiental vivem as Cidades. É também do interesse público, com amparo constitucional, o cumprimento da legislação urbanística, pois o interesse urbano, pela qualidade de vida, e com serviços públicos de qualidade, é direito fundamental de todos os cidadãos!

    Ao governo que se diz democrata, cabe, antes de tudo, cumprir a lei!

  19. ELias on March 7, 2012 at 6:23 pm

    Os governos constituidos usam e abusam do direito de tributar o fructo do trabalho executado pelos homens válidos e diligentes. Cumpre-lhes, portanto, o dever de prestarem assistencia aos enfermos e invalidos, zelando, outrosirn, com o maximo escrupulo, pela saude publica; cumpre-lhes ainda a obrigação precipua de resolverem os problemas do pauperismo, da mendicancia e da ociosidade. Não é licito, nem de boa moral, os governos avocarem a si o direito privativo de tributar, delegando a particulares a solução daquelles casos que, por isso mesmo, se tornam insoluveis.

    Do exercicio de direitos nascem deveres; por isso, no regime dos povos livres, quando os governos não cumprem os seus deveres, perdem os seus direitos.

  20. Rodrigo Rocha - TV Record on March 8, 2012 at 11:27 pm

    Olá, sou produtor da TV Record e gostaria de fazer uma entrevista com alguns integrantes do movimento neste sábado às 15h em Ipanema. Meu telefone é 2125-1454.

    Grato

  21. Isabele on March 13, 2012 at 2:25 am

    Sou nascida e criada no Meier e moro na zona Sul há 3 anos. Desde que me mudei senti como muitas pessoas aqui se acham especiais e tem uma visão míope da vida. Essa questão do metro evidencia bem isso, teve o caso absurdo de um supermercado da baixada que foi impedido de funcionar no Leblon porque os moradores temiam o trânsito e outros tantos casos que mostram como vcs são preconceituosos.

    Quem nunca teve que pegar um ônibus cheio para trabalhar no centro, não sabe o que significa um metro, aí eh fácil critica-ló. Entendam que seis pessoas por m² eh muito soh no imaginário de vcs, que são na maioria abastados e soh saem nos seus carros com ar condicionado ou no máximo um taxi.

    Por essas e outras nunca me senti em casa na zona Sul, não conheço um vizinho sequer e estou aqui pq a qualidade de vida eh bem melhor, mas quando tiver filhos vou ensinar a respeitar os outros e a conhecer os dois lados da moeda, o que a maioria de vcs desconhecem.

    Acordem! Respeitem quem trabalha e precisa de um transporte publico eficiente e não são como a maioria de vcs, desocupados e herdeiros.

  22. Isabele on March 13, 2012 at 2:36 am

    Lembrando que no fundo este movimento, eh pq n querem as praias cheias de suburbanos, alias querem eles longe daqui e um bairro em que soh vcs possam desfilar com uma praia que deveria ser democrática, freqüentada somente pelos privilegiados moradores da Zona Sul.

    Tenho certeza que não estão preocupados com a lotação ou o traçado do metro, pq não precisam ir p a Zona Norte, correto? Estão preocupado somente com a quantidade e “qualidade” das pessoas que farão parte das suas paisagens.

  23. Renata on March 15, 2012 at 2:22 pm

    Gostaria de usar o material de vocês no nosso boletim da Bancada do PSOL. Posso?

  24. Cjano on March 15, 2012 at 5:19 pm

    O PSOL é bem-vindo para usar o material do no seu boletim. A começar pelo fato de que integram a frente de apoio parlamentar do nosso Movimento: os vereadores Eliomar Coelho e Paulo Pìnheiro e o deputrado estadual Marcelo Freixo.

  25. antonio.correira on March 17, 2012 at 11:06 am

    Isto é um teste de mensagem comentada. Antonio Correia

  26. thiagosf on March 20, 2012 at 2:36 pm

    Apoiadíssimo, Rômulo de Souza Moraes!! Só no RJ, nos deparamos com esse diário e constante desrespeito, terra sem lei!!

  27. Ilys on March 21, 2012 at 1:28 pm

    Bom dia a todos, sou um cliente do metrô-rio e estou extremamente insatisfeito com o serviço prestado, na data de hoje (21/03/2012) decidi fazer uma reclamação junto a AGETRANSP, como todo cidadão que deseja fazer uma reclamação , anotei o número e liguei. Para a minha surpresa o número exposto no vagão como sendo um suposto canal direto para denúncias está INATIVO segundo a TELEMAR (por incrível que pareça).
    Como pode uma agência de fiscalização não ter o telefone ativo? Que absurdo é esse? A quem vamos recorrer?

    Diante disto pesquisei na internet e descobri que esse movimento tem esse viés, de reclamação, gostaria de me juntar a vocês.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*